22 de jun de 2009

Telefónica nunca mais


Uma inusitada mas bem-vinda decisão da Anatel lavou minha alma hoje: a Telefónica está impedida (mesmo que temporariamente) de vender novas assinaturas do seu serviço de internet Speedy.

Já não sou cliente da Telefónica há anos. Antes mesmo de existirem serviços de banda larga de internet, já havia cancelado uma linha de telefone nos idos de 2000 e me comprometido a nunca mais ser cliente deles.

A falta de respeito na central de atendimento, o descaso com minhas reclamações, os valores cobrados a mais, a arrogância dos executivos em entrevistas na imprensa, enfim, sofri na mão deles e, como não sou masoquista, caí fora sem titubear.

Uma vez, num processo seletivo para um novo emprego em São Paulo, quase fui desclassificado porque a empresa contratante identificou um apontamento no meu nome na Serasa. Fui investigar o que era (afinal, não tinha a mínima ideia do que poderia ser). Descobri que a Telefónica havia negativado meu nome em razão de alguns reais que ficaram em aberto após a data do meu cancelamento da linha em 2000.

Detalhe: eles nunca me informaram que havia tal saldo em aberto, não me comunicaram o envio dos meus dados para a Serasa e, pasmem, quando lhes contatei para acertar a ‘dívida’ de poucos reais e solicitar que meu nome fosse excluído do cadastro de maus pagadores imediatamente, eles fizeram corpo mole, não se prontificaram a resolver o meu problema e ainda se defenderam dizendo que o interesse era meu, logo, eles apenas seguiriam os procedimentos internos para verificar o ocorrido.

Felizmente, consegui o emprego: a empresa compreendeu a situação e me deu o tempo necessário para achar uma solução.

Sei que minha revolta contra eles, Telefónica, não lhes faz nenhuma cócega. Mas me sinto aliviado ao ver o vexame pelo que estão passando hoje. Afinal, tem coisa pior do que alguém lhe impedir de vender seus produtos e serviços?

Já pensou o dono da barraca de ovos da feira aqui do bairro ser interpelado pela Vigilância Sanitária e proibido de vender suas cartelas por conta de suspeita de contaminação dos ovos? O que ele, feirante, teria a dizer a seus filhos e a seu travesseiro quando chegasse em casa à noite?

Pois é isso que falta à Telefónica: vergonha na cara, consciência e dignidade.

Telefónica nunca mais.

A propósito 1: Desde 2000 sou cliente Embratel e Net. Estou feliz e recomendo.

A propósito 2: Enquanto escrevo este post, vejo o SP TV e me deparo com a seguinte notícia: “Mesmo impedida, Telefónica continua vendendo Speedy”. Bem a cara da empresa mesmo.


Montagem: 'Passa boi, passa boiada'

--

Leia outras da série 'nunca mais':

Oi: portabilidade com a porta na cabeça
Livrai-me de todos os males, inclusive da Livraria Saraiva

6 comentários:

FAFÁ disse...

Faço coro ao seu texto! Para cancelar minha linha me deram um chá de cadeira de mais de uma hora de espera na linha!

Anônimo disse...

A telefônica tem apostado em sua impunidade. Nunca vi tanta falta de respeito com o cliente. Estranho tanta baderna e nada de punição. Também fui vítima dessa farça. Telefônica nunca mais.

Anônimo disse...

Faço minhas suas palavras...tbém sou cliente da Embratel e da Net, alguns anos atrás tive de entrar com um processo contra a Telefonica por conta dessas palhaçadas que ela faz!
Telefonica never more!
Bjo!
Alessandra P.

Jose Pinho disse...

E pensar que a Telecômica, oops, telefónica já era campeã de reclamações na Espanha na época em que foi escolhida (por quem e por quê?) como provedora (???) de serviços de telefonia fixa em boa parte do Brasil.
Pensei em mudar a TV a cabo e a interneta cabo para a TVA por questão de preço, mas com a TVA nas "garras" da Telefónica, nem de graça.

Anônimo disse...

Concordo: Telefônica nunca mais!!!
Meu telefone é outro "conhecido" e ainda vem com banda larga e TV a cabo num mesmo pacote e bem satisfatório, mas antes de contratar com a operadora de TV a cabo, internet e telefone que tenho hoje eu contratei um serviço de banda larga e telefone com a Telefônica. Vieram, instalaram o telefone e me disseram que o meu contrato era de internet discada!!!
Fiquei enfurecida!! Pois, tinha comprado a banda larga e eles me entregam a internet discada??!!
Tentei cancelar a linha imediatamente após a instalação, ou seja, um dia depois da compra que foi quando detectei o problema, sem nenhum sucesso e pior, eles queria cobrar uma multa por eu ter "desistido" da compra.
Não pensei duas vezes e nem esperei mais, fui direto ao Procon e de lá mesmo eles garantiram a exclusão do meu nome do banco de dados deles.
Dor de cabeça desnecessária...
Myriam Teodoro

José Roberto de Jesus disse...

Já não era sem tempo!!! Um absurdo o que ocorria. Finalmente alguém tomou uma decisão que protege os consumidores. Cheguei a ficar, por diversas vezes, mais de 12 horas sem email, imagine isto para quem esta desempregado.

Postar um comentário