26 de mar de 2009

Quem sou eu


Transformador, não conciliador. Questionador, não conformado. Inquieto, mas sereno. Na minha. Respeito e defendo o direito do ponto de vista do outro, mas não me peça para concordar. Ou então, me convença. Aberto. Basta me mostrar o caminho. Mas se não tem o caminho ou não tem a capacidade de enxergá-lo, então não mo enfie guela abaixo. Curioso. Buscando o retorno para a Fonte. Não é a gente que é imperfeito. Cada um de nós que desvirtou do caminho. Basta retornar. Isso é Amor Divino. Esse sou eu, Rodrigo. Mas é só a ponta do iceberg. Você se atreve a descobrir-me mais? Eu me atrevo a descobrir-me mais? Pode ter certeza que sim.

1 comentários:

Daf disse...

Texto curto, conciso e extremamente original! Adorei! Bjs, Fo

Postar um comentário